Inovação e sustentabilidade: conheça a OPTree

Inovação e sustentabilidade: conheça a OPTree

Criada pela start-up mineira Sunew, a árvore fotovoltaica tem capacidade de produzir energia com luz indireta

Quem visitou a CASACOR Minas deste ano, deve ter reparado numa árvore diferente. Ela foi instalada no Parklet, ambiente do escritório Sinnema Arquitetura localizado em frente à entrada do casarão da Sapucaí.

O que talvez tenha passado batido é que essa “árvore” é, na verdade, um mobiliário urbano inovador e de alto impacto que alinha design, sustentabilidade e energia limpa: o OPTree. Multifuncional, o OPTree conta com 5 saídas USB que permitem a recarga de telefones celulares, tablets e outros dispositivos eletrônicos, além de uma lâmpada LED decorativa. O mobiliário, no entanto, é mais que isso: trata-se de um espaço que permite momentos de conforto e descanso e encontros com amigos, por exemplo, colocando a população em contato com a inovação e a sustentabilidade.

Inovação e sustentabilidade: conheça a OPTree

OPTree no Parklet da CASACOR Minas, projeto do escritório Sinnema Arquitetura | Fotos: Daniel Sinnema

Como a OPTree consegue gerar energia? Suas “folhas” receberam filmes plásticos – leves, finos e flexíveis com capacidade de absorver luz difusa e gerar energia através de um substrato orgânico semicondutor presente em sua superfície. Esse filme plástico é resultado de uma pesquisa desenvolvida aqui em Belo Horizonte pela startup Sunew.  Também conhecidos como OPV (Organic Photovoltaic), os Filmes Fotovoltaicos Orgânicos são a terceira geração de células solares e são a alternativa mais “verde” para geração de energia. Os detalhes deste material você poder ver aqui no site da empresa.

Mas uma das coisas mais legais desse filme fotovoltáico é que, por ser transparente e flexível, ele não afeta a arquitetura e design de onde é instalado. Imperceptível e customizável, ele se adequa facilmente a diversas demandas. Para você ter uma ideia, toda fachada da nova sede da TOTVS, em São Paulo, possui  OPV aplicado.

Inovação e sustentabilidade: conheça a OPTree 2

Foto: TOTVS/Divulgação

Outro bom exemplo está na nova sede do Itau, em São Paulo. Na área da academia, 60 painéis de vidro da claraboia foram adesivados com OPV juntamente a uma outra película que evita o aquecimento do espaço gerando maior conforto aos usuários.

Inovação e sustentabilidade: conheça a OPTree 3

Agora a gente segue torcendo para que a pesquisa continue e que haja incentivos para redução dos custos de produção do material. Assim, ele poderá ser amplamente utilizado em projetos de diversas escalas e tipos de uso.

 

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notificar a