Sapucaí: o que é que essa rua tem?

Sapucaí: o que é que essa rua tem?

O trecho de 400 metros, entre as avenidas Assis Chateaubriand e Contorno, forma uma das ruas mais charmosas de Belo Horizonte, a Sapucaí. Entre memórias arquitetônicas, vista inigualável, parklets, bares, restaurantes, diversidade cultural, relevância histórica, este ano, a rua será o endereço da CASACOR Minas 2017.

Não há quem não se apaixone pelos antigos postes de iluminação que se unem à balaustrada de pedra. Ao longo dos anos, a rua que já esteve esquecida, vem ganhando cada vez mais opções gastronômicas e culturais, o que mostra que é possível reinventar a cidade, descobrindo destinos fora do eixo comum, preservando espaços e a multiplicidade.

A equipe do blog fez um passeio pela Sapucaí e listou alguns lugares irresistíveis para você sair do óbvio e vir para a região mais efervescente da cidade. 

Salumeria Central 

No balcão da Salumeria Central, a gaiola é uma instalação do artista visual Éder Santos | Foto: Reprodução Facebook

A Salumeria foi o restaurante pioneiro a fugir do eixo gastronômico usual de bares em Belo Horizonte e abrir suas portas na Sapucaí, contribuindo para o início da revitalização da rua, em 2012. A decoração do lugar é moderna e aconchegante, inspirada nas tradicionais salumerias italianas com a adição de algumas instalações artísticas.O espaço se tornou uma excelente pedida tanto para um happy hour ao fim do dia, quanto para saborear um prato executivo na hora o horário de do almoço (a casa conta com excelentes opções de pratos executivos). O cardápio da Salumeria Central faz uma mistura entre Minas e Itália, com opções de carne de porco, salames, queijos artesanais, presuntos, embutidos, massas, entre outras iguarias.

Rua Sapucaí, 527 | Floresta | clique aqui e veja mais informações sobre o local

Pecatore Restaurante

O balcão de 7m coberto de gelo deixa à vista peixes e frutos do mar para serem escolhidos pelo cliente | Foto: reprodução Facebook

Ceviches, ostras, polvo, iscas de peixe, camarões fritos e pescados no geral são a especialidade do restaurante inaugurado em agosto de 2013 por Massimo Battaglini, também sócio da Salumeria Central, com mais sete empreendedores. Desde então, ao longo desses quatro anos, o local já se estabeleceu entre os favoritos dos mineiros apreciadores de peixes e frutos do mar. A ambientação remete às tradicionais peixarias, com azulejos brancos e um balcão cheio de gelo, o que permite com que os clientes possam escolher qual peixe será preparado. Não deixe de saborear um bom vinho, a casa oferece uma excelente carta de opções.

Rua Sapucaí, 535 | Floresta | clique aqui e consulte horários de funcionamento e telefone para reservas

Benfeitoria

O galpão que abriga a Benfeitoria visto do lado de fora | Foto: reprodução Facebook

Graças a uma iniciativa de crowfunding em 2014, a Benfeitoria conseguiu reformar um antigo galpão e transformá-lo em uma área que integra gastronomia, arte e cultura. O espaço é despojado e os clientes podem se acomodar em cadeiras, sofás e redes. Mas grande parte prefere mesmo é ocupar a rua e desfrutar da linda vista. Durante o dia, funcionam a Mercearia Caicó (com produtos trazidos direto da roça) e o Café Mina. Depois das 18h, começa a programação própria que varia entre exposições, shows, filmes e até campeonato de pingue-pongue. É bom estar sempre de olho na programação da casa, que aos finais de semana realiza feiras de produtos de design locais, mercado de pulgas e muitas outras atividades.

No bar, o cardápio enxuto oferece pizzas deliciosas, pães de queijo e drinks diversos. Tudo feito com muito carinho. Ah, os pedidos são feitos no balcão, não há serviço de garçons.

Rua Sapucaí, 153 | Floresta | clique aqui  e veja a programação e horários de funcionamento

Dorsé

Dorsé é uma releitura mineira do D´orsay, tradicional museu francês, que também funciona em uma antiga estação de trem | Foto: via Estudio Bogotá

Preços atraentes e boa gastronomia são o apelo principal do restaurante Dorsé. O nome do restaurante é um “mineirês” de Museu d’Orsay, um museu em Paris que já abrigou uma estação ferroviária, assim como o Museu de Artes e Ofícios, a poucos metros dali. O que comer? Na hora do almoço peça os tradicionais PF’s feitos com ingredientes selecionados e cuidadosamente preparados. À noite o bar oferece menu de petiscos, cervejas especiais, drinks e vinhos.

Rua Sapucaí, 271 | clique aqui para mais informações

Gruê Tapas e Restaurante

Clima aconchegante no interior do Gruê. O local também oferece mesas na calçada | Foto: reprodução Facebook

Pequeno e charmoso, o Gruê chama a atenção pela sua atmosfera intimista. Aberto pelas primas Cláudia e Laura Lopes em 2016, o espaço conta com uma culinária diversa, com opções regionais e contemporâneas e seu carro-chefe são tapas e drinks. Em sua decoração foram utilizadas madeiras de demolição, reaproveitadas do antigo Edifício Tupis, mais conhecido como Balança mas não cai (construído em 1947), assim como mobiliário e obras de artistas da cena belorizontina. Se você busca conforto e deliciosos sabores, sem dúvidas visitar o local será uma escolha acertada. O vinho da casa pode ser uma ótima pedida.

Rua Sapucaí 265 | clique aqui e saiba mais sobre o Gruê

Café Américo

Robson Dias Cunha e Juliana Miari, sócios do Café Américo | Foto: Pedro Vilela, Agência i7 para Viver Brasil

O espaço que é dedicado aos amantes de café não fica exatamente na Sapucaí. O lindo casarão de 1920 que abriga a loja está localizado na rua Silva Jardim, quase esquina de Sapucaí. Inaugurado em abril do ano passado, o local abre às quintas e às sextas para atendimento na cafeteria e todos os dias para a venda de cafés.

Rua Silva Jardim 389 | clique aqui para consultar os horários de funcionamento.

CASACOR Minas

Vista da varanda da antiga sede da RFFSA | Foto: Jomar Bragança

E pra fechar a lista, de 12 de agosto a 17 de setembro, você poderá visitar o prédio da antiga sede da RFFSA. O edifício que ficou fechado por mais de 10 anos será ocupado pelos melhores arquitetos, designers de interiores e paisagistas do nosso Estado durante a CASACOR Minas. Além de mais de 40 ambientes decorados farão parte da mostra uma livraria, um café, um restaurante, uma mostra de design e oficinas, palestras, exposicões e muitas atividades que acontecerão no terceiro andar do edifício. Em breve a gente revela todos os detalhes.

Rua Sapucaí, 383 | continue acompanhando o blog para se informar sobre a programação.

E você, já visitou algum destes lugares? Tem outra dica? Compartilhe com a gente nos comentários 🙂

foto em destaque: @fotorodolfo via Instagram

Deixe um comentário

6 Comentários em "Sapucaí: o que é que essa rua tem?"

Notificar a
Ordenar por:   o mais novo | o mais velho | mais votados
Wellington Vieira Ferreira
Visitante

Nunca participei,mas sou louco pra conhecer.Trabalho com pinturas a anos, já recebi convites de várias marcas de tintas pra ir visitar,prestei serviços em stands variados de exposições,ainda irei se Deus permitir ! Obrigado e boa noite !

Wellington Vieira Ferreira
Visitante

Nunca participei,mas sou louco pra conhecer, já recebi convites de várias marcas de tintas pra ir visitar,prestei serviços em stands variados de exposições,ainda irei se Deus permitir ! Obrigado e boa noite !

João Pedro
Visitante

Apenas uma correção na frase inicial do texto: “O trecho de 400 metros, entre as avenidas Assis Chateaubriand e Francisco Sales, forma uma das ruas mais charmosas de Belo Horizonte, a Sapucaí.” O trecho na verdade fica entre a Avenida Assis Chateaubriand e Avenida do Contorno*/viaduto floresta. O viaduto Francisco Sales corta a Avenida Assis Chateaubriand.

trackback

[…] Quer saber mais sobre os edifícios, monumentos e praças? Clique aqui. Quer saber mais sobre as opções gastronômicas? Clique aqui. […]

wpDiscuz