CASACOR Minas promove obras de revitalização em casarão

CASACOR Minas promove obras de revitalização em casarão

Localizado à Rua Sapucaí, 383, imóvel é parte do Conjunto Arquitetônico da Praça da Estação.

Em sua 24ª edição, a CASACOR Minas ocupa – pelo segundo ano consecutivo – a extinta sede da Rede Ferroviária Federal S/A – RFFSA. Desde o ano passado, sob supervisão do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), a mostra vem promovendo obras de revitalização no imóvel que futuramente abrigará as instalações do Museu Ferroviário.

Tombado pelo patrimônio cultural, o casarão é reconhecidamente um elemento relevante para a cultura da cidade. Por esta razão, ocupar esse espaço com uma mostra dessa grandeza exige o cumprimento de regras, orientações e diretrizes que protejam esse patrimônio. Ao todo, 51 ambientes fazem parte do evento este ano. Durante visita guiada pelos bastidores da mostra, Eduardo Faleiro, diretor de conteúdo da CASACOR, explica: “Todos os espaços são aproveitados. Cada canto da edifica~ção original é transformado em um ambiente.”

Sobre as obras realizadas exclusivamente para a mostra, ele conta: “Nada que é feito durante as obras é definitivo, para que não haja alterações na construção original do imóvel. Para isso, são feitos revestimentos em gesso que protegem e ‘encapam’ a estrutura do casarão.”

No ano passado, em uma parceria com a Tonelli (empresa de reformas e serviços de construção civil), foi possível identificar as melhorias necessárias ao imóvel e compatibilizá-las com as demandas de fiscalização regulamentadas pelo IPHAN. Com isso, foram realizadas diversas intervenções de recuperação e revitalização na estrutura do imóvel, um trabalho que começou três meses antes da inauguração da mostra e envolveu cerca de 30 profissionais.  

CASACOR Minas promove obras de revitalização em casarão

Parte da fachada do Casarão passa por obras de revitalização | Foto: Leca Novo

Para a 24ª edição da CASACOR, obras de recuperação na fachada do imóvel e também no ambiente assinado pela arquiteta Patricia Hermanny são apenas o início do que ainda está por vir. “A fachada era a parte mais deteriorada da casa, apresentando queda no reboco. Parte dessa estrutura está sendo recuperada e as obras devem continuar após a mostra”, aponta Faleiro.

No estar-biblioteca de Patricia, as estruturas em madeira das janelas estão passando por revitalização e o arco que conecta os ambientes também está sendo recuperado: “Descobrimos uma pintura original belíssima que estava escondida por pinturas mais recentes. É uma arte muito ligada à época em que o casarão foi construído e vamos incluir esse elemento no projeto.”, conta a arquiteta.

CASACOR Minas promove obras de revitalização em casarão 3

Janelas e Arco do ambiente de Patricia Hermanny estão sendo restaurados para a mostra | Fotos: Leca Novo

A revitalização do imóvel também vai muito além das obras. A Rua Sapucaí é uma região de enorme efervescência cultural e gastronômica e, nesse sentido, a CASACOR também busca fazer parte desse movimento, como explica Eduardo Faleiro: “Toda a parte externa da mostra será aberta para acesso do público, não havendo necessidade de comprar ingresso. Isso faz parte da cultura de ressignificação do centro da cidade que vem dominando a região da Rua Sapucaí.”

Quer conhecer tudo isso mais de perto? Não deixe de visitar a mostra que acontece entre os dias 7 de agosto e 16 de setembro! São 51 ambientes assinados por 86 arquitetos, designers de interiores e paisagistas. A venda de ingressos já começou, clique aqui e garanta o seu. Nos vemos lá 🙂

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notificar a